Profissionais de Marketing dos Estados Unidos fazem maiores investimentos em Marketing de Influencia do que nunca antes.

69% Dos Profissionais de Marketing que se envolvem no mercado de Influenciadores agora possuem um orçamento dedicado para o Marketing de Influencia.

IZEA, Inc. (NASDAQ: IZEA), operador do IZEAx, o principal marketplace on-line que conecta marcas e publicitários a influentes criadores de conteúdo, encontrou em seu Relatório anual State of the Creator Economy  que mais da metade de todos os profissionais de marketing pesquisados, ​​relataram ter um orçamento para Marketing de Influencia no ano passado.

Orçamento Independente de Marketing de Influenciador

Além disso, 69% daqueles que trabalham em marcas e agências que se envolvem em Marketing de Influencia, agora têm um orçamento de marketing de influencia dedicado para a abordagem do influenciador.

A partir de 2014-16, continuou uma tendência geral de aumento do orçamento – com os profissionais de marketing relatando orçamentos anuais de $ 700k + e mais de 1 em cada 5, estimando seus orçamentos corporativos de Marketing de Influencia a serem superiores a US $ 1 milhão.

  • Em 2016, o nível médio do orçamento para Marketing de Influencia para as marcas foi de US $ 500-999k.
  • Esse aumento nas despesas correlaciona-se diretamente a um aumento no impulso líquido positivo do Marketing de Influencia em 61% a partir de 2015-16.

Para o relatório completo de 2017 “State of the Creator Economy Report”, visite https://izea.com/resources/the-2017-state-of-the-creator-economy/

 

Quanto ganha um influenciador? Qual o Retorno do Investimento no Marketing de Influência?

Varios pessoas cada uma mexendo em seus smartphones e tablets sentados em uma mesa de madeira.

João Kepler mostra que para cada R$ 1 gasto em marketing de influência, uma marca faz em média R$ 6 de retorno, num formato de comunicação que já se consolidou como uma opção eficaz e viável.

Quando o assunto é “marketing de influência” alguns empresários mais tradicionais e que já estão no mercado há certo tempo ainda se mostram geralmente desconfiados dos resultados proporcionados pela ação. Muitos acham que se trata apenas de estratégias de marketing online e outros tantos questionam sobre a real capacidade desta ação de marketing produzir o que realmente se classificaria como um grande ROI (relação entre o dinheiro ganho ou perdido através de um investimento, ou seja, diferença entre o montante investido e o recebido).

O que talvez possa justificar esses pensamentos e postura de alguns é o fato de que aqueles que fazem marketing da mesma maneira que anos atrás podem pensar que isso se trata de publicidade efêmera e inconsistente.

Para se ter ideia, de acordo com um estudo feito pela SocialChorus, campanhas de marketing de influência podem captar um engajamento 16 vezes maior do que a publicidade paga em meios de comunicação. Além disso, a agência Tomoson descobriu que as empresas geram, em média, US$ 6,50 em receita para cada US$ 1 investido em Marketing de Influência e que 13% dessas empresas fazem US$ 20 ou mais para cada US$1. Dessa maneira, a agência acredita que esta é a forma mais rentável de publicidade, gerando um alto ROI.
Estas são algumas das razões pelas quais o marketing de influência está preparado para explodir, e por isso, todos os comerciantes precisam fazer disso uma grande parte de sua estratégia em 2017.

De olho neste novo cenário e panorama, abaixo você irá encontrar 5 constatações sobre o marketing de influência que toda marca e influenciador realmente precisa saber:

O marketing de influência supera todas as outras estratégias

Quando se trata de canais de aquisição de clientes, o marketing de influência deixa a concorrência pra trás. Olhando para a tendência mais próxima, não é difícil ver por que isso está ocorrendo. A popularidade está aumentando proporcionalmente em relação à popularidade e expansão da mídia social. Onde estão os influenciadores? Se basearam principalmente em vlogs e blogs, eles podem agora ser encontrados em quase todas as plataformas sociais, de Snapchat e Youtube ao Facebook e Instagram. A proliferação de novas plataformas de mídia social otimizadas para celular oferece aos usuários influenciadores acesso a públicos cada vez maiores que podem ser acessados a qualquer hora, em qualquer lugar através de seus smartphones. Você simplesmente não pode obter o mesmo alcance ou engajamento com anúncios.

Ninguém bloqueia um influenciador

Com quase 50% de todos os internautas utilizando alguma forma de tecnologia de blocos de anúncios, não é de admirar que os pop-ups não tenham o efeito desejado. Com influenciadores você não está pagando pela possibilidade de alcançar uma demo alvo – você está comprando um caminho direto para a conversão, desde que a marca em questão tem pesquisa de mercado sólida em seu fim. Isso porque a confiança já foi estabelecida, e o longo alcance dos influenciadores pavimenta o caminho.

É tão rentável como eles vêm

As marcas que operam com orçamentos limitados ainda podem pensar que as campanhas tradicionais de e-mail marketing são boas para a publicidade – e elas estariam certas. Afinal, quanto custa para divulgar uma explosão de e-mail? No entanto, o marketing de influência não só é uma estratégia de publicidade de custo-benefício, mas também está vinculado com o marketing por e-mail como o canal mais rentável lá fora. Quer uma estatística ainda mais convincente? As empresas estão calculando a média de US$ 6,50 por cada dólar que gastam em marketing de influência. É difícil argumentar com um ROI tão atraente.
Conteúdo não é tão eficaz sem o marketing de influência
Muitas empresas têm aumentado a sua produção de conteúdo para manter a relevância da marca. Mas desde 2014 o envolvimento tem diminuído. Não é que o público não tenha mais fome de conteúdo, longe disso. Mas agora preferem receber suas mensagens através de uma entidade confiável. Marcas que complementam seu conteúdo original com o marketing de influência não só verão maior engajamento, mas eles serão capazes de acompanhar os KPIs de forma mais eficaz.

O marketing de influência produz mais clientes engajados

Muitas empresas estão percebendo que o marketing de influência oferece clientes muito mais valiosos do que outras táticas por uma simples razão: o famoso “boca a boca”. Não há um caminho mais eficiente para a conversão, e os influenciadores com audiências leais não têm nenhum problema criando buzz significativo para produtos e marcas que eles gostam. Assim, não só a indicação forte leva a conversões, mas os consumidores muitas vezes tornam-se defensores da marca, compartilhando sua experiência positiva em seus próprios canais de mídia social, alimentando o ciclo e aumentando as vendas. Neste sentido para quem deseja, minha dica no Brasil é uma plataforma que ajuda a aproximar de forma automática e rápida, os influenciadores de vários níveis de autenticidade e relevância para o público certo com as empresas e marcas contratantes, a Digital Influencer.
Mas afinal, quanto pagar por um influenciador e onde e como encontrar estes influenciadores?

Quanto pagar a um influenciador?

Segundo a Bloglovin uma agência de Nova York, depois de pesquisar 2.500 influenciadores, os valores por canal são os seguintes:

  • Instagram: 84% dos influenciadores cobram menos de US$ 250 por post e 97% cobram menos de US$ 500 para publicar um post de determinada marca.
  • Facebook, 90% cobram menos de US$ 250 por post e 97% menos de US$ 100.
  • Twitter a grande maioria cobrar menos de US$ 150 por tweet, sendo que segundo a pesquisa 96% cobrar menos de US$ 100.
  • Blogs e Vlogs: 87% dos influenciadores cobram menos de US$ 500 por post e 96% menos de $1.000.

O Instagram é o mais popular quando se trata de ser eficaz e em atrair audiências. 60% dos entrevistados preferem Instagram, 18% preferem Facebook, e apenas 1% preferem Snapchat.

Mas é importante ressaltar que o número de seguidores não deve ser a única consideração quando for escolher um influenciador. Cada um é diferente, tem seu perfil e estilo e construir relacionamentos com eles é a melhor maneira de assegurar expectativas precisas de ROI ao longo do tempo.

Publicado em Meio&Mensagem – Proxxima

(*) João Kepler é um dos mais destacados investidores anjos do Brasil, sócio da DealMatch e da Bossa Nova Investments.

 

Por que essa loucura de ter tantos seguidores ?

Adoro esse assunto, porque todos sabem a resposta e ficam buscando justificativas falsas para confirmar sua teoria.

Vou focar nos motivos mais claros e principais para não ficar prolongando muito o texto.

Não é por preguiça.

É que esse assunto dá muito pano para manga e se prolongar demais, teria que entrar em vários outros assuntos que provavelmente me fariam fugir do tema proposto.

Então vamos lá, segue o primeiro motivo;

Status

Sim, virou status ter não sei quantos mil (K) seguidores (nem falo em milhões (M), por que aí o bicho pega).

Mas é visível perceber algumas pessoas sendo identificadas com o número de seguidores que tem em tal rede social.

Ei, ta vendo aquela menina ali, ela tem mais de 400 k no insta.

 

E para isso, cada vez mais surgem empresas vendendo a formula mágica de conquistar seguidores.

E tem uma galera gastando a grana que não tem para aumentar a base de seguidores. Ta foda.

Ganhar dinheiro

Muitas pessoas acreditam que quanto maior a quantidade de seguidores mais dinheiro vão ganhar.

Bom, na verdade existe uma possibilidade de isso acontecer. Mas cada vez isso se torna mais raro.

Mas porque isso acontece ?

O mercado de influenciadores digitais ainda é muito novo, inclusive nos Estados Unidos, que sempre estão a frente, ainda as coisas estão se ajustando por lá. Por causa disso, ainda não existem ferramentas robustas para dar suporte, tanto para as empresas como para os influenciadores, deixando esse vácuo de conhecimento e controle.

Assim, as empresas que precisam aumentar suas vendas e que sempre estão em busca da “nova onda”, acabam bancando essa aposta.

Mas isso é questão de tempo para acabar. Na verdade, minimizar.

Efeito Manada

Sim, isso é muito comum também.

Muita gente nem sabe o que é, mas como uma galera ta fazendo, toma isso como verdade absoluta e começa a fazer também.

Quando você vai perguntar o motivo, começa a gaguejar, enrolar e sair pela tangente. kkk

Conclusão

Basicamente elenco esses motivos como os principais. Existem outros, mas acredito que são derivações desses citados acima.

Vou dar minha humilde opinião sobre o que acho do mercado de influenciadores;

  • Acredito muito nesse mercado (Marketing de Influência).
  • Tenho certeza que veio para ficar.
  • Ainda tem muito a crescer e se desenvolver.
  • Vai pegar uma boa parte da grana publicitária.
  • Influenciadores terão que evoluir bastante.
  • Empresas terão que mudar sua cultura de “eu to pagando” para uma cultura de co-criação e confiança.
  • O futuro — Micro Influenciadores

Eles ainda irão causar muitas mudanças em padrões de comportamento, como as redes sociais estão criando no consumo de produtos e serviços.

Até a próxima.

Não esqueça de curtir quem curtir e comentar, além é claro de compartilhar. Quem não curtir, deve comentar porque não curtiu e compartilhar para entender se outros também não vão curtir. Assim saberemos quantas pessoas irão curtir, comentar e compartilhar e quantas não curtiram.

 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Pierre-Loic Assayag

pierre-loic-assayag

2017 será o ano em que irá terminar a confusão do que o marketing de influencia é, e como ter sucesso com ele.

Já vemos muitas marcas, B2B e B2C, tendo um olhar crítico em seus investimentos de marketing com influenciador e estabelecendo estruturas de medição para avaliar suas iniciativas.

Em 2017, essas marcas tomarão decisões estratégicas baseadas em dados sobre seus investimentos (e desinvestimentos) no marketing influenciador. Isso desencadeará a implantação de processos de negócios e diretrizes de governança na prática.

Minha previsão é que a normalização do marketing de influencia em 2017 conduzirá à escala maciça da prática em 2018.

CEO – Traackr

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.
 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Tim Williams

tim-williams

2017 é o ano em que o Marketing de Influência se incorporará às atividades de Marketing e Comunicação.

As marcas precisam ser mais ágeis e alinhar suas mensagens e conteúdo com o que a comunidade influenciadora realmente se preocupa.

Eles precisam investir em treinamento de especialistas em assuntos internos para se conectar com a comunidade influenciadora, tanto offline como on-line, para conquistar os principais influenciadores.

Autenticidade e credibilidade, bem como conteúdo envolvente será fundamental para o engajamento bem-sucedido para melhorar a percepção da marca e confiança com os consumidores.

CEO, Onalytica

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.

 

 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Konnie Brown

konnie-brown

Depois de experimentar o marketing de influencia por alguns anos, as marcas ainda estão em vários graus para atingir a maturidade e os influenciadores são cada vez mais seletivos e esclarecidos de como trabalhar com marcas. Uma coisa é clara, no entanto, se não houver criação de valor mútuo, o marketing de influencia falhará.

2017 será o ano da co-criação de marca e conteúdo com os influenciadores que são sinceros, significativos e valiosos para ambas as partes e útil para o consumidor.

Minha previsão para grandes marcas de B2B é que as tentativas freqüentemente falhas de publicação da marca em propriedades possuídas (como uma extensão do marketing) evoluirão com a co-criação muito mais sincera entre vários tipos de influenciadores.

Os fatores-chave serão o foco de uma marca na experiência do cliente, neste caso na publicação de marcas, e na compreensão muito melhorada da construção de relacionamentos com influenciadores mais humanos e de longo prazo.

A pesquisa emergente do cérebro em processamento digital e capacidades melhoradas da análise social jogarão também um papel chave.

Leading Corporate Social & University Influencer Relations – Dell

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.
 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Lee Odden

lee-odden

Embora uma porcentagem muito pequena de influenciadores representem a maioria da influência e do conteúdo com alcance, acho que plataformas criadoras e plataformas de influenciadores de marketing evoluirão em 2017 para ajudar a tornar “todo mundo é influente sobre algo”.

Indivíduos como influenciadores de nicho serão mais capacitados do que nunca para se conectar com marcas que buscam micro-audiências em escala. Uma abordagem mais participativa do conteúdo em escala mudará completamente o jogo de marketing influenciador que é focado quase inteiramente em influenciadores de nível superior.

CEO – TopRank Marketing

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.
 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Douglas Dawson

douglas-dawson

Nós já vimos o poder de autenticidade quando se trata de trabalhar com influenciadores e eu acho que no próximo ano continuará a ser focado nisso. Dito isto, acho que os momentos de parceria mais bem sucedidos e impactantes serão os inesperados, criativos que você pode não ver chegando.

General Manager, Influencer Relations – Microsoft

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.
 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Kristin Hersant

kristin-hersant

Um estudo de Influenciadores de 2012 da Linqia com 170 comerciantes B2C descobriu que os orçamentos do programa de marketing influencer devem duplicar em 2017.

94% dos comerciantes que usaram o marketing influencia em 2016 consideraram o canal muito eficaz e ainda 78% citam que a determinação do ROI é seu principal desafio.

Linqia prevê que 2017 será o ano em que o marketing de influencia se tornará responsável. Com as novas tecnologias, os comerciantes finalmente mediram o desempenho, dirigindo uma mudança na distribuição dos orçamentos. Enquanto o mercado do influenciador transforma-se uma parte chave do mix dos meios de comunicação.

VP of Marketing – Linqia

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.
 

Especialistas Compartilham suas Previsões para 2017 – Amisha Gandhi

amisha-gandhi

Eu acho que a tendência e a importância dos micro-influenciadores vai aumentar em 2017, mas mais importante – as empresas / marcas vão olhar para os resultados de negócios que podem conduzir com seus programas de influenciadores com relação a consciência e alcance.

Especificamente, no marketing de influência para B2B, vamos ver as empresas planejarem campanhas que incluem influenciador de conteúdo e que oferecem ajuda a geração de leads e geração de demanda na jornada do cliente.

Para o marketing de influencia para 2017

  1. O marketing de influência irá provar o seu valor através de ROI concreto – através de influenciador liderando os conteúdos e ofertas de marketing (eBooks, vídeos, etc)
  2. Devido à ascensão do primeiro conteúdo móvel, os comerciantes precisam entregar conteúdo que é fácil de consumir e compartilhar (por exemplo: mini série de vídeo versus vídeos mais corporativos conduzidos)
  3. A ascensão de influenciadores que podem impulsionar compras vs consciência – continuando a tendência do modelo de micro-influenciador.

Diretora Senior, Influencer Marketing – SAP

The post The Future of Influencer Marketing: Top Predictions for 2017 appeared first on Online Marketing Blog – TopRank®.